Estudantes de Brasília lançam cordel contra a vaquejada

Obra será distribuída em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) como meio de apoiar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a vaquejada

“A prática da vaquejada é extremamente cruel com os animais, inclusive conforme julgados anteriores no STF”, destaca o Gedai (Imagens: Gedai/Getty)

Usando a arte como meio de manifestação contra a vaquejada, estudantes da disciplina de Mobilização Pública e Direitos Animais, realizada pelo Grupo de Estudos Sobre Direitos Animais e Interseccionalidades (Gedai), de Brasília (DF), produziram uma obra de cordel para defender em versos que a vaquejada não é cultura.

Segundo o Gedai, foram impressos 500 exemplares do cordel “A Tortura da Vaquejada”, custeados por voluntários e ativistas dos direitos animais por meio de uma campanha de financiamento coletivo.

A obra será distribuída em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) como meio de apoiar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5728) que questiona a Emenda Constitucional (EC), conhecida como PEC da Vaquejada, e que será julgada pelo STF no dia 5 de novembro.

“Entidades que lutam pelos direitos animais em todo o país pedem que a emenda seja declarada inconstitucional, pois a prática da vaquejada é extremamente cruel com os animais, inclusive conforme julgados anteriores no STF”, destaca o Gedai.

Clique aqui para baixar o Cordel “A Tortura da Vaquejada”

Trago esta lição ossuda

Água mole em pedra dura

Tanto bate até que fura

A cultura então sisuda

Se é tortura a gente muda

Se fazendo nova história

Senão veja na memória

Até mesmo a escravidão

Se acabou na contramão

Numa luta cheia de glória

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here