Harvard prepara graduados para atuarem em defesa dos animais

Programa dispõe de experiência em litígios, legislação, prática administrativa e formulação de políticas no contexto do direito animal

Uniciativa não diz respeito apenas a animais como cães e gatos, mas também aqueles criados para consumo (Foto: CIWF)

Por meio de um programa lançado em 2019, a Escola de Direito da Universidade Harvard está oferecendo qualificação para seus graduados que querem atuar em defesa dos animais. O programa dispõe de experiência em litígios, legislação, prática administrativa e formulação de políticas no contexto do direito animal.

E a iniciativa não diz respeito apenas a animais como cães e gatos, mas também aqueles criados para consumo, assim como espécies selvagens, animais que vivem em cativeiro e espécies afetadas pelas mudanças climáticas.

Para a oferta do programa, a instituição inaugurou uma clínica de direito animal liderada pela professora Kristen Stilt, idealizadora da iniciativa. “A clínica prepara nossos graduados [em direito] para embarcarem em carreiras no campo da defesa animal”, informa Kristen.

E acrescenta: “É uma plataforma de renome internacional para educar o público em geral sobre as muitas questões prementes que envolvem a lei e a política animal.”

Segundo a instituição, a área é uma das mais emergentes do direito. Enquanto nos EUA haviam apenas nove universidade se voltando para o assunto até 2000, hoje o total já chega a 167 instituições que oferecem cursos, programas e disciplinas relacionados ao direito animal.

“O estabelecimento da clínica [de direito animal] na HLS [Harvard Law School] alavancará todos os pontos fortes e recursos institucionais da Universidade Harvard para desenvolver estratégias criativas que utilizem lei, ciência e políticas públicas”, garante Kristen Stilt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here