Indústria de carnes vegetais comemora aniversário ampliando produção

A meta até 2025 é elevar o volume de produção de 17 milhões de quilos para 45 milhões. Ou seja, muito mais do que o dobro

Carne vegetal da Vivera, que hoje comercializa seus produtos em 27 mil supermercados de 25 países (Foto: Divulgação)

Na Holanda, a indústria de alternativas à carne Vivera está completando 30 anos neste mês de setembro. Como parte das comemorações, a companhia, que hoje comercializa seus mais de 50 produtos em 27 mil supermercados de 25 países, anunciou que investirá o equivalente a mais R$ 187 milhões para ampliar a produção, segundo informações da Distrifood.

A meta até 2025 é elevar o volume de alternativas à carne de 17 milhões de quilos para 45 milhões. Ou seja, muito mais do que o dobro. Com três fábricas em funcionamento, o objetivo também é gerar ao menos o dobro de empregos nos próximos quatro anos. Segundo o CEO da Vivera, Willem van Weede, a expansão deve favorecer uma boa baixa nos preços dos produtos para o consumidor final.

Além disso, apesar do impacto da pandemia de coronavírus, a situação tem sido favorável aos planos da Vivera, já que a companhia testemunhou crescimento de 30% da demanda por alternativas à carne e prevê faturamento equivalente a R$ 532 milhões em 2020 e de R$ 1,6 bilhão até 2025.

Impacto do consumo de carne

“A ONU diz que reduzir o consumo de carne é a maior mudança que podemos fazer para enfrentar a mudança climática. Ao comer menos carne, podemos ajudar a reduzir as emissões globais de carbono em 24%, o que equivale a tirar 240 milhões de carros das ruas”, defende a Vivera.

E acrescenta: “Mas comer carne não está afetando apenas nosso clima, está afetando nossa saúde e diminuindo a qualidade de vida dos animais também.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here