James Cromwell assume produção de documentário sobre a maratonista vegana Fiona Oakes

“Running for Good” é dirigido por Keegan Kuhn, codiretor de "Cowspiracy" e "What the Health"

O ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal (Foto: Getty Images)

O ator, produtor e ativista vegano James Cromwell, mais conhecido como o fazendeiro Arthur Hoggett, do filme “Babe”, foi anunciado esta semana como produtor do documentário “Running for Good”, sobre a trajetória da maratonista vegana Fiona Oakes, que também é proprietária de um santuário para animais. O filme é dirigido por Keegan Kuhn, codiretor dos documentários “Cowspiracy” e “What the Health”.

Atualmente, Fiona Oakes é a mulher mais rápida a completar uma meia maratona vestindo uma fantasia. Ela garantiu esse recorde completando em uma hora e 32 minutos o percurso da Meia Maratona de Tromso, na Noruega, realizada em junho.

O recorde surpreendeu porque a prova foi dificultada pela chuva e por ventos de até 32 quilômetros por hora. Fiona ainda suportou o peso de uma fantasia encharcada e gelada. “Foi muito desconfortável, mas não tão ruim quanto é para tantos animais, humanos e não humanos, que sofrem a cada dia de suas terríveis existências”, enfatizou ao final da prova.

Para além de sua fama no cinema, James Cromwell foi preso tantas vezes por fazer ativismo em defesa dos animais que perdeu as contas. Uma de suas campanhas mais bem-sucedidas foi contra a exploração de golfinhos pelo SeaWorld, que gerou comoção internacional. A transição do ator para o vegetarianismo ocorreu em 1975, logo depois que ele percorreu o Texas de moto e observou como viviam os animais em confinamento.

Depois que retornou da Austrália após a finalização de “Babe”, filme que o fez refletir profundamente sobre a nossa relação com os animais, Cromwell se viu na obrigação de fazer algo. Desde então, o ator atuou no resgate de muitos animais, narrou documentários sobre a exploração animal, incluindo “Farm to Fridge”, de 2011, e ajudou santuários. Na perspectiva de James Cromwell, negar a um animal o direito à vida e à autodeterminação é uma agressão contra o planeta e todos os seres sencientes. Para o ator, o veganismo é a melhor forma de ajudar os animais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here