Joe Duplantier: “Me tornei vegano porque percebi que estamos torturando animais”

“Estou absolutamente indignado e chocado com a forma como tratamos os animais"

Joe Duplantier tornou-se vegano há oito anos (Foto: DiMarzio)

Em entrevista publicada na segunda-feira (26) pela revista Spin, o vocalista e guitarrista da banda francesa de metal Gojira, Joe Duplantier, declarou que temos o poder de promover importantes mudanças ao revermos nosso consumo.

“Por exemplo, me tornei vegano há cerca de oito anos porque percebi que estamos torturando animais. Quando digo isso às pessoas, elas dizem: ‘Do que você está falando?” […] As pessoas gostam de contar histórias para si mesmas para fugir dos fatos, para não se sentirem responsáveis pelas coisas.”

Para o cofundador do Gojira, é uma ilusão crer que precisamos votar na pessoa certa para mudar as coisas. Ele sustenta que a mudança começa com um esforço coletivo iniciado a partir do indivíduo.

“É o despertar individual – a única revolução que pode funcionar. Há uma ideia subjacente de desobediência civil neste álbum [‘Fortitude’, do Gojira, que será lançado amanhã (30)], mas você tem que ler nas entrelinhas. A desobediência civil é não seguir as regras cegamente”, disse Joe Duplantier.

“O que quero dizer com isso é: ‘Pense por si mesmo’. Olhe ao seu redor e reflita sobre seu impacto no mundo. Esta é a grande arma que temos: escolhas simples e hábitos cotidianos.”

Duplantier prefere ser otimista 

Duplantier também declarou que ele quer que a humanidade tenha “sucesso”. “Mas, ao mesmo tempo, não posso deixar de pensar que somos um problema para este planeta e para as outras espécies. É como se eles não tivessem o direito de estarem vivos só porque não escrevem livros e não vão a museus para tomar café”, frisou.

“Estou absolutamente indignado e chocado com a forma como tratamos os animais.” O músico também criticou o fato de que somos os únicos animais que confinam grandes quantidades de outros animais para consumo, fazendo da vida deles uma jornada curta embora terrível. “Que outro animal tem fazendas industriais? É algo a se pensar.”

Ainda assim, Joe Duplantier prefere ser otimista. “Escolho ser uma pessoa otimista, sacudir as pessoas e me sacudir para ser mais compassivo, mais generoso e indagar mais sobre os problemas deste planeta em vez de depender de um presidente ou governo. E mesmo que estejamos condenados e mesmo que nossa civilização deva desaparecer, pelo menos poderíamos fazer isso com uma última centelha de consciência e beleza e elevar nossas almas antes de desaparecer”, comentou.

“Eu gostaria de ver a humanidade mais iluminada. Não quero soar muito cafona ou clichê, mas seria uma guerra sem competição. Precisamos ser os melhores – é isso que a escola nos ensina. Bom, adivinhe? Somos muitos, então nem todos podem ser o número um. Nossa sociedade está muito fodida nesse sentido – estamos ignorando completamente algumas coisas que são inconvenientes e estamos obcecados por outras coisas. Não sei onde isso vai dar, mas veremos. Temos um grande potencial como humanos.”

Saiba Mais

Em março, o Gojira lançou uma música e clipe em defesa da Amazônia, que integra o álbum que será lançado amanhã (30) pela Roarunner Records.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here