“Mães do Agro” e FPA querem mudar material escolar para promover mais a agropecuária

Grupo é contra associação da agropecuária com impactos ambientais e concentração fundiária, além das referências aos efeitos nocivos do uso de agrotóxicos

Foto divulgada pelo grupo “Mães do Agro” e encontro com o ministro da Educação e ministra da Agricultura

Esta semana o ministro da Educação Milton Ribeiro se reuniu com o grupo identificado como “Mães do Agro”, que lidera uma campanha intitulada “De olho no material escolar”.

Elas pedem uma revisão do material escolar em relação ao agronegócio e à associação da agropecuária com impactos ambientais e concentração fundiária, além de referências aos efeitos nocivos do uso de agrotóxicos, entre outros pontos.

O grupo tem o apoio da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), representada pela deputada Aline Sleutjes (PSL-PR).

“Um dia histórico para a nossa causa! Estivemos com o ministro da Educação Milton Ribeiro e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para apresentar os projetos que estão sendo desenvolvidos por nós em busca da atualização do material escolar para o tema agronegócio e, com isso, aumentar o horizonte de perspectivas para as nossas crianças”, publicou em um comunicado o grupo presidido por Letícia Jacinto e que tem Andrea Bernabé como vice-presidente.

“O resultado foi extremamente positivo, principalmente, por entenderem que a associação é legítima e que as ações que pleiteamos são importantes”, afirmaram e acrescentaram que há “desinformação” sobre a questão do impacto do agronegócio. O próprio grupo revelou que a demanda foi levada aos ministros pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) por meio da deputada Aline Sleutjes.

“Não podemos criar uma nova geração de brasileiros preconceituosos e acusadores, desconhecedores de uma pauta tão significativa para o Brasil e para o mundo”, disse. Outra deputada citada como apoiadora do “revisionismo” é Bia Kicis (PSL-DF), que pretende levar a discussão para as comissões de Educação e de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here