Maior indústria de carne suína do mundo vai fechar grande instalação após ser multada em U$ 473,5 milhões

Moradores coletaram evidências, que mais tarde foram confirmadas, de que a Smithfield estava despejando lixo tóxico em lagoas a céu aberto

Hsiung: “Porcos bebês estão sofrendo mutilação, fome e abuso em Smithfield” (Foto: Wayne Hsiung/DxE)

A Smithfield Foods, maior indústria de carne suína do mundo, vai fechar até o final de outubro uma grande instalação de processamento e distribuição de carne em Clayton, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. A decisão de fechar um dos parques industriais surgiu depois que a Smithfield foi multada em 473,5 milhões de dólares após 500 moradores do Condado de Duplin processarem a empresa.

Os moradores coletaram evidências, que mais tarde foram confirmadas, de que a Smithfield estava despejando lixo tóxico em lagoas a céu aberto, descartando material fecal em áreas impróprias, comprometendo a qualidade do ar e criando distúrbios sonoros com os caminhões usados no transporte de animais, assim afetando o padrão de vida da comunidade.

Este ano, alguns ativistas da rede global de direitos animais Direct Action Everywhere (DxE) foram processados pela procuradoria-geral do estado de Utah e correram risco de prisão por levarem dois leitões de uma das propriedades da Smithfield. Segundo os ativistas, os animais estavam vivendo em situação degradante.

“Porcos bebês estão sofrendo mutilação, fome e abuso em Smithfield, e a empresa não quer que o público saiba disso”, declarou Wayne Hsiung em comunicado da rede DxE. Em sua defesa, a Smithfield Foods negou todas as acusações feitas pelo grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here