Mais de 2,3 mil ovos de quelônios são apreendidos no AM

Segundo a Polícia Federal, diante da inviabilidade de reintrodução na natureza, “foi aplicada a legislação ambiental que determina a destruição dos demais animais encontrados”

Seis homens foram presos por suspeita de tráfico de animais e associação criminosa (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

De acordo com informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 2.329 ovos de quelônios da Amazônia foram apreendidos dentro do Parque Nacional do Jaú, entre os municípios de Barcelos e Novo Airão, no Amazonas.

A carga era transportada por seis homens – que não tiveram identidade divulgada – mas foram presos suspeitos de tráfico de animais silvestres e associação criminosa.

Em nota, a Polícia Federal informou que o grupo estava dividido em duas canoas e foi localizado na noite de segunda-feira (23), por volta das 21h, dentro do Parque Nacional do Jaú. Dentro das embarcações, os fiscais ICMBio encontraram – além dos ovos – 348 quelônios vivos e carne de anta, ambas espécies ameaçadas de extinção.

Os animais vivos foram devolvidos ao seu habitat. Ainda segundo a Polícia Federal, diante da inviabilidade de reintrodução na natureza, “foi aplicada a legislação ambiental que determina a destruição dos demais animais encontrados.”

Os barcos de madeira e os motores utilizados pelo grupo foram apreendidos administrativamente. Os seis suspeitos foram conduzidos para a sede da Polícia Federal em Manaus na terça (24), onde foram autuados em flagrante por crimes contra o meio ambiente, receptação qualificada e associação criminosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here