Mercado de carnes vegetais deve crescer bem até 2025

Até 2025 o segmento deve alcançar uma receita de pelo menos R$ 62 bilhões, com taxa de crescimento anual composta de 18%

Uma nova pesquisa concluída neste mês de setembro faz uma projeção bastante positiva para o mercado global de carnes vegetais. A estimativa da Arizton aponta que até 2025 o segmento deve alcançar uma receita de pelo menos R$ 62 bilhões, com taxa de crescimento anual composta de 18%.

Segundo o relatório, os lançamentos de alternativas que imitam carne estão se tornando cada vez mais frequentes e os investimentos tendem a ser cada vez maiores. “O sabor, a textura e a sensação provocada por esses produtos continuarão a melhorar com novos ingredientes e avanços no processo de produção”, informa, prevendo ainda uma redução de preços.

Uma perceptível mudança em andamento

Também acrescenta que globalmente há uma tendência que considera o impacto da cadeia de produção e consumo, incluindo os custos ambientais. “É o que está impulsionando a demanda por alternativas à base de vegetais.”

Mesmo em um contexto global em que as pessoas estão consumindo cada vez mais proteínas, boa parte dos consumidores já não vê como um obstáculo nutricional não se alimentar de animais.

No entanto, o segmento de alternativas à carne ainda precisa superar desafios para conquistar a confiança do consumidor, segundo o relatório, e mesmo com o crescimento do veganismo, que defende a abstenção do consumo de animais, e do chamado flexitarianismo, em que pessoas se voltam à redução desse consumo, não à abstenção.

“Startups estão tentando encontrar a combinação certa de óleo de coco, batata, ervilha ou outras proteínas e outros ingredientes vegetais para criar um produto que seja comparável às carnes convencionais, como a carne moída.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here