Nos EUA, família livra bezerro do matadouro  

“Lewis terá uma vida longa e feliz no Gentle Barn e será um embaixador para todos os animais em todos os lugares"

Antes doente, hoje o bezerro John Lewis Thunderheart leva uma vida tranquila (Foto: The Gentle Barn)

Em Santa Clarita, na Califórnia, recentemente uma família evitou que um bezerro com uma semana de idade tivesse um triste fim no matadouro, onde sua mãe já havia sido abatida.

O resgate do animal foi possível porque ele estava bem debilitado e, como a família administra o santuário The Gentle Barn, fizeram o possível para evitar que seu destino fosse uma morte precoce.

Hoje o bezerro John Lewis Thunderheart, que recebeu esse nome em homenagem a um dos ícones na luta pelos direitos civis nos EUA, já está saudável e brinca com animais de outras espécies.

Segundo o santuário, a história de John Lewis é um exemplo de como animais criados para consumo também se esforçam para não morrer, mesmo diante de situações em que isso parece inevitável.

“Lewis terá uma vida longa e feliz”

“Por causa do estresse e do caos ao redor dele e de sua mãe, que estava doente, John Lewis Thunderheart não conseguiu colostro o suficiente para fortalecer o seu sistema imunológico e chegou até nós órfão com uma semana de idade, lutando por sua vida dificultada por uma pneumonia”, informa o Gentle Barn.

Nos EUA, é comum bezerros acabarem nos matadouros para atender a indústria de carne de vitela, que é um subproduto da indústria leiteira, já que no mundo todo, incluindo o Brasil, eles são considerados “descartáveis” nesse contexto em que o leite é produzido para ser vendido para consumo humano.

“Lewis terá uma vida longa e feliz no Gentle Barn e será um embaixador para todos os animais em todos os lugares.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here