Petição pede que governo não permita exploração de petróleo perto de Abrolhos

“Abrolhos abriga algumas das principais áreas-berçário de baleias jubarte, que migram para o local para se reproduzir"

“Algumas espécies de corais são endêmicas dali, ou seja, só existem lá e em nenhum outro lugar do planeta” (Foto: Getty)

Uma petição criada no Avaaz pede que o Governo Federal reveja a decisão de permitir a exploração de petróleo perto do Parque Nacional de Abrolhos.

A iniciativa surgiu depois que o presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciaram a realização de um leilão para a exploração petrolífera na região.

“O arquipélago de Abrolhos, composto por cinco ilhas, é um parque nacional marinho, situado no sul da Bahia. Algumas espécies de corais são endêmicas dali, ou seja, só existem lá e em nenhum outro lugar do planeta”, justifica a petição fundamentada em uma matéria da jornalista Suzana Camargo para o portal Conexão Planeta.

A campanha no Avaaz, que obteve pouco menos de três mil assinaturas até agora e precisa de um número muito maior de apoiadores para chamar a atenção do Ibama, lembra que o arquipélago possui a maior formação de recifes e o maior banco de biodiversidade marinha do Atlântico Sul.

“Abrolhos abriga algumas das principais áreas-berçário de baleias jubarte, que migram para o local para se reproduzir. Tartarugas marinhas ameaçadas de extinção, como as de couro, cabeçuda, verde e de pente, também se refugiam no parque, assim como aves como a grazina e os atobás”, informa matéria do Conexão Planeta.

A estimativa é de que 1,3 mil espécies vivam no arquipélago e, em caso de derramamento de óleo, as consequências seriam inestimáveis.

Você pode apoiar a campanha “Não aceitamos que o arquipélago de Abrolhos seja colocado em risco!” assinando a petição – clique aqui.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here