Queijo pode ser viciante por causa da casomorfina

Atividade opiácea da casomorfina pode ser responsável por fazer com que as pessoas gostem tanto de queijo ou se tornem dependentes desse consumo

A função opiácea de substâncias encontradas em laticínios já havia sido identificada por pesquisadores da Universidade de Munique em 1992 (Foto: iStock)

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan publicada na revista científica PLOS ONE, o queijo pode ser viciante por causa da atividade opiácea desencadeada pela casomorfina, que tem ação semelhante a de algumas drogas.

No estudo realizado com mais de 500 pessoas, os pesquisadores constataram que o peptídeo casomorfina, que surge a partir da fragmentação da caseína, a proteína do leite, pode ser o responsável por fazer com que as pessoas gostem tanto de queijo ou até mesmo se tornem dependentes desse consumo.

A pesquisa vai ao encontro de um estudo publicado em 1992 por pesquisadores da Universidade de Munique, na Alemanha, que revelaram que o peptídeo beta-casomorfina-7, encontrado no leite, atua como um opiáceo, o que pode gerar dependência.

Em síntese, quando uma pessoa consome queijo, a caseína se quebra no processo de digestão e dá origem à casomorfina. Então o opioide desencadeado pela caseína se liga aos receptores de dopamina e também favorece a liberação de endorfina, gerando sensação de bem-estar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here