“Rodeio crioulo” pode ser elevado à atividade cultural

Projeto de lei que será avaliado no Senado já foi aprovado por quatro comissões da Câmara dos Deputados

(Fotos: Edu Rickes/Acervo/Rádio Missioneira)

Foi encaminhado ao Senado um projeto de lei de autoria do deputado Giovani Cherini (PL-RS) que quer elevar o “rodeio crioulo” à atividade cultural popular. Na Câmara dos Deputados, o PL 213/2015 recebeu parecer favorável em quatro comissões.

“Entende-se por rodeio crioulo o evento que envolve animais nas atividades de montaria, provas de laço, vaqueada, gineteada, pealo, chasque, cura de terneiro, provas de rédeas e outras provas típicas nas quais são avaliadas as habilidades do homem e o desempenho do animal”, informa Cherini na matéria do projeto de lei.

Na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, a proposta recebeu parecer favorável do deputado e relator Heitor Schuch (PSB-RS). Na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural o apoio veio do deputado e relator Rodrigo Martins (PSB-PI).

Deputado diz “que devemos dizer sim aos rodeios”

Já nas comissões de Cultura e de Constituição, Justiça e de Cidadania, os pareceres favoráveis vieram dos deputados Sérgio Reis (PRB-SP) e Neri Geller (PP-MT), que também atuaram como relatores.

Em defesa da aprovação do PL, Giovani Cherini cita os benefícios econômicos da atividade. “Se considerarmos a movimentação econômica envolvendo apresentações artísticas, logística, animais, comércio, vestuário, organização, turismo, entre outros, os diversos Rodeios que acontecem no Brasil, especialmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul do país, veremos que os números são extraordinários”, justifica.

Ele também afirma que “devemos dizer sim aos rodeios, garantindo a integridade física dos seus atores, peões, público e animais. Mais do que um evento, é uma festa cultural centenária que é saudada e cantada na voz de grandes artistas brasileiros”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here