RZA lança carteira vegana de folha de bananeira

Além do material considerado ecológico e sustentável, o design é inspirado nos espíritos japoneses das florestas

Segundo a marca, todo o processo de produção da carteira, desde a obtenção da matéria-prima até a entrega do produto final é fiscalizado para garantir práticas de “comércio justo” (Fotos: Divulgação)

Por meio da sua marca de roupas e acessórios 36 Chambers, o fundador do grupo de hip hop Wu-Tang Clan, Robert Diggs, mais conhecido como RZA, está lançando uma carteira vegana feita de fibras de folhas de bananeira.

Além do material considerado ecológico e sustentável, o design é inspirado nos espíritos japoneses das florestas. Segundo a marca, todo o processo de produção da carteira, desde a obtenção da matéria-prima até a entrega do produto final é fiscalizado para garantir práticas de “comércio justo”.

No livro “The Tao of Wu”, lançado em 2009, RZA conta que parou de consumir carne vermelha em 1995. Depois, ele abdicou do consumo de peixe e frango.

“Me senti como um idiota. Eu seria capaz de ter ideias de como substituir a carne morta? Então pensei comigo mesmo: ‘Estou vivo, minha carne está viva. Por que dedico minha vida a comer algo que está morto? A partir daquele dia, comecei a comer para viver, não para morrer”, relata no livro.

Mais tarde, ele achou que simplesmente não consumir carne e também abdicar do consumo de ovos e laticínios era insuficiente. Então tornou-se vegano e passou a atuar em defesa dos direitos animais, inclusive participando voluntariamente de diversas campanhas.

Em 2014, aproveitando o lançamento do álbum “A Better Tomorrow”, o sexto do Wu-Tang Clan, RZA gravou um vídeo para a organização PETA relatando que não precisa de um animal morto ou pedaço de carne morta em seu corpo.

“Não há nada neste planeta que não queira viver. Eu tinha animais como amigos e eles estavam felizes em me ver à sua maneira. Tenho certeza de que não queriam estar no meu prato”, narra em referência à sua transição para uma vida mais compassiva.

O músico faz um apelo para que as pessoas se conscientizem “que nós somos o que comemos” e declara que não há como esperar pelo melhor se alimentando de um boi ou de uma vaca estressada, fadigada e doente. “Quando penso em um amanhã melhor, penso no veganismo”, diz.

Em maio do ano passado, RZA estrelou uma campanha pró-veganismo exibida nos cinemas dos Estados Unidos antes da exibição de “Han Solo – Uma História Star Wars”. No vídeo, ele aparece se transformando em diferentes homens, mulheres e animais enquanto fala que todos somos o mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here