Senado vota aumento de pena contra maus-tratos aos animais

Segundo matéria do PL, iniciativa abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos

Projeto de lei estabelece a pena de reclusão (regime inicialmente fechado) de um a quatro anos e multa para quem pratica esses crimes (Foto: Prefeitura de Ouro Branco)

Na terça-feira (8), o Senado vota projeto de lei que prevê aumento da pena para maus-tratos aos animais. De autoria do deputado Fred Costa, a proposta tem como relator o senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

O PL 1095/2019, que foi aprovado na Câmara dos Deputados, defende alteração na Lei de Crimes Ambientais para estabelecer a pena de reclusão (regime inicialmente fechado) de um a quatro anos e multa para quem pratica esses crimes. Além disso, a pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Hoje a pena é de detenção (regime semiaberto ou aberto) de três meses a um ano e multa. Segundo matéria do PL, a iniciativa abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Fred Costa destaca que infelizmente os maus-tratos contra animais são considerados pela legislação como crimes de menor potencial ofensivo, o que exige mudanças substanciais.

“Os animais não possuem meios de se defender, não são capazes de procurar os seus direitos. A única maneira para que tais crimes sejam evitados é o empenho da sociedade, que não deve aceitar tamanha barbaridade, exigindo que as regras que visam reprimir esses crimes sejam cada vez mais rigorosas.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here