Senador diz que desinformação sobre covid-19 pode agravar ainda mais abandono animal no Brasil

Wellington Fagundes diz que população não deve acreditar que animais como cães e gatos transmitem a doença para humanos

Após divulgação de um caso confirmado na semana passada em Cuiabá (MT), de uma gata que contraiu covid-19 de seus tutores, o senador Wellington Fagundes (PL-MT), que é médico veterinário, decidiu se manifestar sobre o assunto.

“Quero aqui, transmitir o que a ciência, a pesquisa, no mundo inteiro, e em nome do Conselho Federal de Medicina Veterinária, que a população não entre em pânico, porque não tem nenhum caso de animal transmitindo covid-19 para humanos. Por outro lado, há humanos levando o vírus para os animais”, disse à Rádio Senado.

Ele também alertou que abandonar animais em período de pandemia de covid-19 pode apenas agravar a situação, não melhorar. “Daqui a pouco, se a população começar a apavorar e abandonar os animais, que hoje inclusive é crime você abandonar um animal de estimação, mas se isso acontecer, daqui a pouco as zoonoses, as doenças transmissíveis a partir de animais, e outras tantas doenças, como leishmaniose, poderá ocorrer um problema sério de saúde pública no país.”

Vale lembrar que no dia 29 de setembro foi sancionada a Lei 14064/2020, válida para todo o país e que prevê pena de até cinco anos de prisão, multa e proibição da guarda em caso de maus-tratos contra cães e gatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here