Sugestão legislativa propõe legalização de rinhas no Brasil

Proposta foi encaminhada no mês passado para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Atualmente a prática, que motiva apostas em dinheiro e incorre em crueldade aos animais, é classificada como criminosa no Brasil, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais (Foto: Getty)

Está em discussão no Senado uma sugestão legislativa que propõe a legalização de rinhas de galos no Brasil. A proposta feita pelo portal e-Cidadania, que permite aos cidadãos brasileiros sugerirem projetos, foi encaminhada no mês passado para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa.

O relator da sugestão nº 41, de 2019, é o senador Telmário Mota (PROS-RR), declaradamente defensor de rodeios e vaquejadas. Vale lembrar que no texto original do PLS 631/2015, em trâmite no Senado, e que prevê a criação do Estatuto dos Animais, consta que “não serão toleradas práticas de maus-tratos sob a justificativa de tradição cultural, recreação ou exploração econômica”.

Ao ler a matéria do projeto, Mota exigiu que o texto fosse alterado para “não serão consideradas práticas de maus-tratos aquelas relacionadas à tradição cultural, recreação ou exploração econômica”.

Atualmente as rinhas de galos, que motivam apostas em dinheiro e incorrem em crueldade aos animais, é classificada como criminosa no Brasil, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998). Para saber o que os brasileiros acham das rinhas o Senado abriu uma consulta pública. Dê a sua opinião – clique aqui. 

6 COMENTÁRIOS

  1. Canalhas, vagabundos! Vão trabalhar pra melhorar a vida do povo, dar saúde e educação, bando de moleques!!!
    Crueldade com os animais não deveria nem estar em pauta de consulta!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here