Tolstói e o primeiro passo para o vegetarianismo

No ensaio, o escritor russo explica por que considera a exploração animal uma prática que endossa a violência

Usa como referência exemplos de visitas que realizou a matadouros em Tula, ao sul de Moscou (Acervo: Tolstoy Foundation)

No ensaio “Первая ступень” ou “O Primeiro Passo“, publicado em 1892, o escritor russo Liev Tolstói, autor de grandes clássicos como “Guerra e Paz” e “Anna Karenina”, aborda a sua simpatia pelo vegetarianismo enquanto filosofia de vida de viés moral.

Inclusive narra algumas histórias que o motivaram a tornar-se vegetariano. Tolstói também discute as implicações do consumo de carne e explica por que considera a exploração animal uma prática que endossa a violência. Utiliza como referência exemplos de visitas que realizou a matadouros em Tula, ao sul de Moscou.

À época, o que o motivou a querer entender como funciona a indústria da exploração animal, principalmente o processo de abate de criaturas sencientes e a naturalização e dissimulação que envolve a atividade, foi o livro “Ethics of Diet“, do britânico Howard Williams, publicado em 1883. No Brasil, “O Primeiro Passo” também foi publicado com o título “O Primeiro Degrau” no livro “Os Últimos Dias”, lançado pela Companhia das Letras em 2011, que reúne ensaios e outras obras não fictícias do escritor russo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here