Você precisa fazer mais do que parar de beber leite

Há pessoas que acreditam que ao deixar de beber leite estão deixando de consumir leite. Mas isso não é verdade, já que o consumimos não apenas quando o bebemos

A partir do consumo de leite e derivados financiamos a exploração e morte de vacas e bezerros (Ilustrações: Marlaina Mortati/Rose Wong)

Há pessoas que acreditam que ao deixar de beber leite estão deixando de consumir leite. Mas isso não é verdade, já que o consumimos não apenas quando o bebemos.

Pensemos na diversidade de produtos fabricados todos os dias no mundo utilizando leite. É algo surpreendente. Mas não estou muito preocupado em quantificar. Sugiro apenas que dê uma olhada nos rótulos dos produtos nos mercados, e não apenas dos alimentos.

Sabemos que, para além de garrafas, caixinhas e saquinhos, o leite também está em queijos, iogurtes, bolos, sorvetes, biscoitos ou bolachas e chocolates. Mas não para por aí, e reforço que a maioria descobre isso apenas pesquisando, lendo informações nas embalagens e conversando com pessoas que não consomem nada com leite.

Quando não queremos financiar exploração de vacas

Quando dizemos, por exemplo, que não queremos mais financiar a produção de leite porque não concordamos com a exploração das vacas leiteiras que em algum momento serão abatidas e reduzidas a pedaços de carne, ou com o trágico fim do bezerro macho – morto ainda criança, precisamos ampliar nossa capacidade de discernimento em relação ao que é eticamente adequado consumirmos.

Não identificarmos com os nossos próprios olhos leite em um produto, não significa que não está ali e que não estamos financiando exploração de animais com fins de consumo. Se fazemos isso, estamos apenas nos enganando. Infelizmente, quando falamos em leite é mais fácil isso acontecer (a não ser que tenhamos algum tipo de intolerância ou alergia). No caso da carne, se comemos algo com carne, é bem mais perceptível.

Não há outro caminho

Já o leite pode ser mascarado facilmente dependendo da combinação de ingredientes e do tipo de produto disponibilizado no mercado. O soro do leite e a caseína, por exemplo, são dois ingredientes muito utilizados pela indústria alimentícia e você pode encontrá-los em dezenas de produtos “improváveis” no mercado apenas percorrendo alguns metros.

Então não há outro caminho que não seja conhecer os produtos e ingredientes que você consome para se certificar de que não está consumindo algo com leite. Somente nos adaptando a essa verdadeira abstenção, então nos retiramos para valer da cadeia de consumo de leite.

1 COMENTÁRIO

  1. Ingredientes impressos nas embalagens dos produtos não são para ser lidos mas para forçar a vista ao limite da tortura e comprar assim mesmo, ainda que não se tenha conseguido desvendar todos os hieroglifos. Tudo ou quase tudo que se consome leva carne, leite, ovos ou seus derivados, a não ser o que vem
    da terra, com cheiro de sol e chuva, caso ainda não tenha sido conspurcado pela intromissão de agentes esdrúxulos industriais ou com remanescentes dos agrotóxicos “indispensáveis ” usados na agricultura, desvirtuando a primitiva e original pureza deles. Sonho com embalagens onde esteja impresso bem grande:VEGANO nelas, facilitando a vida de quem quer estar de bem com ela, se animais estiverem vivos também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here