Consumo de tofu pode reduzir risco de doenças cardíacas

Conclusão é da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard em estudo publicado no último dia 23 pela Associação Americana do Coração

Conclusão sobre benefícios do tofu corresponde aos resultados de estudos na China e no Japão (Foto: Acervo Nutrition Stripped)

De acordo com um artigo publicado no último dia 23 no periódico da Associação Americana do Coração, consumir tofu mais de uma vez por semana pode reduzir em até 18% o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas.

Estudo analisou dados de mais de 200 mil pessoas

A pesquisa conduzida pela Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard chegou a essa conclusão depois de analisar dados de mais de 200 mil participantes.

Aqueles que consomem tofu mais de uma vez por semana tiveram suas chances de desenvolverem problemas cardíacos em 18%. Já quem consome pelo menos uma vez por mês tem um risco 12% menor.

O coordenador do estudo, Qi Sun, do Departamento de Nutrição da Universidade Harvard, concluiu que os estudos correspondem às estatísticas de países asiáticos como China e Japão.

No entanto, ele ressaltou que é importante considerar que outros fatores também podem influenciar o desenvolvimento de doenças cardíacas – como estilo de vida e histórico familiar.

Tofu ajuda quem se ajuda

Ou seja, o tofu ajuda quem se ajuda. Se uma pessoa não tiver uma alimentação ruim e consumir tofu, então ela terá benefícios, mas, por outro lado, não se tiver uma alimentação rica em carnes, bebidas açucaradas e carboidratos refinados, de acordo com Qi Sun.

O pesquisador destacou ainda que o tofu é uma excelente fonte de proteína e alternativa às proteínas animais. Nos últimos anos, o consumo de tofu também passou a ser associado com uma possível redução dos níveis de mau colesterol e de sintomas associados à menopausa.

No artigo “Straight Talk About Soy”, publicado no site da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard, alimentos à base de soja como o tofu são classificados como ricos em nutrientes, vitamina B, fibras, potássio, magnésio e proteínas de alta qualidade, além de possivelmente contribuírem para evitar o surgimento de doenças cardíacas, câncer de mama e câncer de próstata.

Efeito benéfico ou neutro sobre várias condições de saúde

“A soja é um alimento singular amplamente estudado por seus efeitos estrogênicos e anti-estrogênicos no corpo. Estudos podem parecer apresentar conclusões conflitantes sobre a soja, mas isso ocorre em grande parte devido à grande variação sobre como a soja é estudada. Os resultados de recentes estudos populacionais sugerem que a soja tem um efeito benéfico ou neutro sobre várias condições de saúde”, destaca a publicação da Escola de Saúde Pública da Universidade Harvard.

De acordo com o artigo, a soja é uma fonte de proteína rica em nutrientes que pode ser consumida com segurança várias vezes por semana, proporcionando benefícios à saúde, especialmente quando consumida como alternativa à carne vermelha e processada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here