Documentário “Cidadão Animal” destaca a importância dos direitos animais

"O movimento vegano desempenhou um papel importante no fortalecimento dos direitos animais"

“Acho que o que inspira a maioria das pessoas que vive a filosofia vegana é o amor pelos animais” (Foto: Divulgação)

No ano passado, o alemão Oliver Kyr, acompanhado de uma câmera, da esposa e da filha de três anos, percorreu mais de 10 mil quilômetros para produzir o documentário “Citizen Animal – A Small Family’s Quest for Animal Rights”, Ou “Cidadão Animal – A Busca de uma Pequena Família pelos Direitos Animais”, lançado em abril e que no mês passado foi selecionado para o Impact Docs Awards, na Califórnia.

O questionamento sobre a existência ou inexistência dos direitos animais em um sentido prático motivou a família a viajar pela Europa para entender melhor o que tem mudado ou não na nossa relação com os animais.

Em 2015, os Kyr, que tinham uma vida comum em Berlim, venderam e doaram tudo que possuíam para adotar um estilo de vida alternativo – viajando e vivendo em uma van para camping. Em entrevista à Deutsche Welle, Oliver Kyr explicou que são mudanças que consideram necessárias para ajudar ativamente a salvar o planeta.

“Em janeiro de 2017, estava extremamente frio na Alemanha. Como já tínhamos comprado nossa van, decidimos fazer o que muitas pessoas fazem durante essa temporada: fomos para o sul da Espanha, em férias de dois meses. Ao longo do caminho, passamos por uma aldeia onde cães e gatos receberam direitos de cidadãos.”

Essa experiência motivou Oliver Kyr a produzir um documentário sobre a importância dos direitos animais, não apenas de cães e gatos, mas também dos animais criados para consumo – como porcos, bois, vacas, frangos, galinhas, etc. Inclusive a família visitou santuários de animais e instalações para reabilitação de porcos.

Das cidades e países em que conheceu a realidade dos animais, o documentarista cita a Suíça como um exemplo. “Há uma ampla conscientização pública sobre o fato de que os animais não são coisas, que têm sentimentos e emoções, que sentem dor. Esse tipo de consciência ainda não é predominante em outros lugares, certamente não na Romênia, onde cães de rua são mortos de uma forma extremamente cruel”, relata.

Para se aprofundar na questão dos direitos animais, Oliver Kyr entrevistou importantes nomes como Paul Watson, da Sea Shepherd; a famosa primatóloga e etóloga Jane Goodall; o advogado suíço e referência em direitos animais Antoine F. Goetschel; o presidente da PETA alemã, Edmund Haferbeck; e o filósofo moral Helmut Kaplan, além de ativistas, pessoas ligadas ao movimento vegano e chefs.

“Acho que o que inspira a maioria das pessoas que vive a filosofia vegana é o amor pelos animais. E a consciência de que não temos o direito de comê-los. A este respeito, o movimento vegano desempenhou um papel importante no fortalecimento dos direitos animais”, avalia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here