Farra do Boi faz mais vítimas em SC na virada do ano

Ontem (31), o movimento Brasil Contra Farra (BCF) denunciou que a prática iniciada no Natal não tem previsão de chegar ao fim

Farra do boi acontece praticamente o ano todo em Santa Catarina, mas a prática se intensifica no final do ano (Foto: Polícia Militar de Santa Catarina)

Ontem (31), o movimento Brasil Contra Farra (BCF) denunciou que a farra do boi fez mais vítimas em Santa Catarina, onde a prática iniciada no Natal não tem previsão de chegar ao fim.

“Demos um flagrante e captamos diversas provas, inclusive áudios que não estão sendo divulgados para preservar identidades. A Polícia Militar reclama que não tem efetivo, apenas duas viaturas para atender toda a região norte de Florianópolis e que estão cansados de prender os criminosos há anos e no dia seguinte já estão soltos”, lamenta o BCF.

Ontem, um boi utilizado na farra acabou enforcado pelos farristas após tentativa de se esconder em um matagal. “O animal foi arrastado e depois o enforcaram. Em seguida, o substituíram por outro”, informa o Brasil Contra Farra, que publicou também um vídeo de uma ação de busca pelos farristas.

Somente na véspera de Ano Novo, o BCF identificou três bois sendo “farreados” durante o dia e em local público. “Todos sabem onde a farra está acontecendo, porém o governo estadual e a Prefeitura de Gean Loureiro [onde há um foco da farra] não dão aparatos para a polícia atuar”, criticam os ativistas.

Vale lembrar que no último dia 18 a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou o Projeto de Lei 0103.7/2019, que prevê multa de até R$ 10 mil para quem participar da farra do boi. De autoria do deputado Marcius Machado (PL), a proposta legislativa visa coibir a farra do boi que, mesmo proibida, continua sendo realizada em várias cidades de Santa Catarina.

A farra é um ritual típico do litoral brasileiro, trazido pelos descendentes de açorianos, que consiste em soltar um boi com fome, em um local ermo e assim, correr atrás do animal, com pedaços de pau, pedras, chicotes, facas, cordas e lanças até que fique exausto.

“Estando próximo de morrer, os ‘farristas’ o matam e dividem a carne. Ou seja, a crueldade acaba com um churrasco”, diz o deputado Marcius Machado. “Os farristas precisam ser identificados e multados, porque sentindo no bolso a farra tende a acabar”, prevê o Brasil Contra Farra.

Para quem quiser denunciar:

Moradores de Florianópolis: 190

Moradores de SC e de outros estados: Plantão da Polícia Ambiental: (48) 3665-4487

Polícia Militar Ambiental (48) 3665-4906

Polícia Militar: (48) 3665-477

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Pq vcs jornalista falem a Vdd ninguém corre atraía dos animais com pedaço de pau com garrafas isso eh uma grande mentira. Pq vcs não param com os rodeios tipo Barretos tipo praianos que fazem os animais corre por diversas vezes ai vcs não falam nada querem para com uma tradição que tem a anos. Que mentiras que vcs ficam falando sobre a farra do boi não tem judiação nenhuma. Vcs que ficam inventam mentira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here