Fundador do movimento vegano é homenageado na Inglaterra

"É a primeira vez que sabemos que um de nossos fundadores foi homenageado dessa maneira"

“Donald Watson desempenhou um papel significativo na fundação do moderno movimento vegano que agora é esse incrível movimento mundial” (Foto: Vegan Society)

Fundador do movimento vegano, o carpinteiro Donald Watson será homenageado no sábado (9) na Inglaterra. Em celebração aos 75 anos de fundação da Vegan Society e ao aniversário de 109 anos de nascimento de Watson será instalada uma placa comemorativa em sua cidade natal – Mexborough, no distrito metropolitano de Doncaster, em South Yorkshire.

Porta-voz da Vegan Society, Samantha Calvert disse que ficaram felizes com a homenagem a Donald Watson que, segundo ela, fez tudo que estava ao seu alcance para ajudar a tornar o mundo um lugar mais compassivo.

“É a primeira vez que sabemos que um de nossos fundadores foi homenageado dessa maneira. Donald Watson desempenhou um papel significativo na fundação do moderno movimento vegano que agora é esse incrível movimento mundial”, disse Samantha.

Em agosto de 1944, Watson reuniu cinco vegetarianos estritos, incluindo sua esposa Dorothy, no Attic Club, em High Holborn, Londres, para discutir sobre a criação da Vegan Society, uma entidade fundada em novembro do mesmo ano e que teria como objetivo defender e divulgar uma filosofia de vida totalmente contrária à exploração animal. Watson se incomodava com o fato de que muitos vegetarianos da época se alimentavam de ovos e laticínios.

A sua iniciativa gerou controvérsias. Inclusive algumas pessoas declararam à época que não acreditavam que ele sobreviveria seguindo o que eles consideravam uma “dieta tão restrita”. No editorial da primeira edição do boletim informativo “Vegan News”, editado pela Vegan Society, ele escreveu:

“Podemos ver claramente que a nossa civilização atual foi construída sobre a exploração animal, assim como as civilizações passadas foram construídas sobre a exploração de escravos, e acreditamos que o destino espiritual do homem é tal que, com o tempo, veremos com horror a ideia de que homens foram alimentados com produtos baseados nos corpos dos animais.”

Em 8 de dezembro de 2005, Jenny Booth, do The Times, de Londres, publicou que “Watson expandiu sua filosofia de se opor a qualquer dano às criaturas vivas [e sencientes]. Um pacifista comprometido ao longo de sua vida, Watson registrou sua objeção consciente à Segunda Guerra Mundial”. Seu irmão e sua irmã também tornaram-se veganos e se manifestaram contra a guerra.

Saiba Mais

A placa será instalada na New Pastures Primary School, em Doncaster Road, a antiga escola primária de Donald Watson.

Para conhecer um pouco mais a história de Donald Watson, clique aqui. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here