Investigação revela crueldade por trás do uso de elefantes como atração turística na Tailândia

A filmagem mostra um elefante ainda bebê preso a correntes bem curtas, o que permite o mínimo possível de mobilidade

A organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) divulgou ontem um vídeo que é resultado de uma investigação que revela a crueldade por trás do uso de elefantes como atração turística na Tailândia.

A filmagem mostra um elefante ainda bebê preso a correntes bem curtas, o que permite o mínimo possível de mobilidade. Também denuncia que os elefantes são espetados com pedaços afiados de metal com a intenção de obrigá-los a realizarem movimentos para agradarem turistas.

No vídeo são destacados os ferimentos que os animais acumulam nessa indústria do entretenimento. Além disso, alguns movimentos não naturais dos elefantes, que são animais sociais, deixam claro que eles já estão sofrendo em decorrência de problemas psicológicos e emocionais que surgem quando vivem isolados de outros elefantes.

A investigação mostra ainda a lamentável situação de outros animais como tigres, chimpanzés e orangotangos. O primeiro, como já foi revelado em outras investigações anos atrás, ainda é dopado para que turistas possam tirar foto enquanto colocam suas mãos sobre ele.

Se você é contra esse tipo de entretenimento, clique aqui e assine o abaixo-assinado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here