Isotônico vegano ganha mercado como opção mais saudável

Produto é baseado apenas em água, água de coco orgânica, tapioca orgânica, suco de frutas, aromas naturais e sal marinho

O isotônico vegano e orgânico Jungle, da Positive Brands, também proprietária da marca de leiters vegetais A Tal da Castanha, está ganhando o mercado brasileiro com uma proposta de ser uma opção mais saudável aos consumidores.

O produto é baseado apenas em água, água de coco orgânica, tapioca orgânica, suco de frutas, aromas naturais e sal marinho. Ou seja, sem ingredientes escondidos ou desconhecidos pelo consumidor.

A Positive Brands reforça que a intenção com o Jungle, disponível nos sabores uva, laranja e morango com limão, é ser o mais transparente possível em relação à composição.

“Ideais para pré-treino, pós-treino ou exercícios, o conceito é se hidratar à base de plantas, com o propósito da filosofia Plant-Based Eletrolytes. Com zero adição de açúcares ou adoçantes artificiais, corantes, aromas sintéticos e outros recursos dispensáveis.”

Proporção otimizada de carboidratos

Segundo o fabricante, a bebida traz uma proporção otimizada de carboidratos. A tapioca e a água de coco ofertam a glicose (parte na forma de amido), uma fonte de rápida absorção.

“Dos sucos naturais e também da água de coco vem a frutose, de absorção mais lenta, desta forma inteligente e combinada, é possível otimizar a absorção e o aproveitamento da energia proveniente dos carboidratos de forma mais eficiente, mantendo os níveis de energia mais altos por mais tempo durante a prática esportiva.”

A Positive Brands explica que os consumidores que buscam por opções em bebidas esportivas já devem ter se deparado com discussões sobre produtos que prometem uma hidratação superior ao mesmo tempo em que apresentam fórmulas com aditivos artificiais e nutrientes isolados de origem sintética.

Sem longa lista de ingredientes 

“O que nos dias de hoje é algo bem distante do que o consumidor de alimentos e bebidas saudáveis busca”, informa a Positive Brands, que argumenta ter optado por ir na contramão dessas opções.

“Se a lista de ingredientes for longa a chance da sua bebida apresentar aromatizantes, corantes e conservantes é maior. Essas substâncias podem afetar a saúde negativamente de várias formas se usadas com frequência”, acrescenta.

A nutricionista Alessandra Luglio que participou do desenvolvimento da bebida lembra do processo. “Cheguei na equipe do produto e falei: precisamos de um isotônico natural e orgânico que apresentem ingredientes seguros e ecologicamente corretos para atender a demanda do mercado e acomodar o cuidado com o meio ambiente.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here