Lacoste não vai mais usar lã de cabra-angorá

A lã das cabras-angorá é visada na produção do mohair (Foto: Reprodução)

A empresa internacional de vestuário Lacoste, que já havia abandonado o uso de peles de animais selvagens e inclusive participado de campanhas contra essa prática, anunciou esta semana que não vai mais usar mohair, uma fibra brilhante produzida a partir da lã das cabras-angorá.

O que motivou a decisão foi o contato com filmagens que mostram que a matéria-prima utilizada pelas grandes grifes é proveniente de fazendas onde as cabras são feridas no processo de extração de lã.

Vale lembrar que em março deste ano, em uma campanha que uniu moda e conscientização em parceria com a União Internacional pela Conservação da Natureza, a Lacoste lançou uma coleção em que o seu tradicional crocodilo foi substituído por dez espécies ameaçadas de extinção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here