Senador Lasier Martins (Pode-RS) comemora apoio para ampliar criação e abate de caprinos e ovinos no Brasil

Os caprinos são animais que podem viver por até 18 anos, mas na agropecuária são mortos com idade de quatro meses

Há quanto tempo os carneiros não morrem de velhice? O senador Lasier Martins parece não se importar (Fotos: Site Lasier Martins/Tras Los Muros)

A Comissão da Reforma Agrária (CRA) do Senado aprovou ontem relatório do senador Lasier Martins (Pode-RS), que institui a política nacional de incentivo à produção de carne, lã, couro, leite e outros derivados de cabras, cabritos, carneiros e ovelhas, conforme defendido pelo Projeto de Lei da Câmara (PLC) 107/2018, de autoria do deputado Afonso Hamm (PP-RS). Lasier Martins comemorou o resultado em seu site e em suas páginas nas mídias sociais.

Os caprinos são animais que podem viver por até 18 anos, mas na agropecuária são mortos com idade de quatro meses e peso vivo de 20 quilos. Já os ovinos, principalmente da raça dorper, que estão em expansão no Brasil e são abatidos com cerca de 100 dias e 36 quilos, podem viver por pelo menos 12 anos.

Além disso, o consumo de produtos provenientes da caprinocultura e ovinocultura no Brasil é considerado baixo, o que já seria suficiente para reforçar qualquer desestimulo à atividade. Afinal, o que deve prevalecer é o interesse da maioria, e esse consumo não faz parte dos hábitos da maioria dos brasileiros.

Mesmo com o baixo consumo, a expectativa de vida dos cordeiros caiu ainda mais nos últimos dez anos no Brasil. O animal que já era abatido de forma precoce com idade de cinco a seis meses, atualmente é morto com três meses.

O que mudou é que hoje o padrão é criá-lo regime mais intensivo, o que significa mais privação e mais condicionamento nutricional visando ampliação de peso em menor período de tempo.

“Os carneiros bebem moderadamente, depois começam a pastar tranquilamente, parecidos um com o outro no tamanho, nas cores, até nos movimentos. Gêmeos, com toda certeza, destinados desde o nascimento à faca do açougueiro. Bom, nada de mais nisso. Há quanto tempo os carneiros não morrem de velhice?”, escreveu o escritor sul-africano J.M. Coetee, Prêmio Nobel de Literatura em 2003, no livro “Desonra”, de 1999.

Saiba Mais

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 107/2018 agora segue para apreciação do plenário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here