Israelense deixa ramo de laticínios por compaixão aos animais

"Toda a tristeza que causei a eles está gravada para sempre em meu coração"

Está disponível no canal Free From Harm no YouTube um pequeno documentário chamado “Confissão de uma produtora de leite”, que conta a história de Michelle, uma ex-pecuarista israelense que atendeu ao mercado de laticínios por 15 anos. No vídeo de apenas quatro minutos, Michelle diz que a indústria de laticínios é sustentada pela ilusão, não pela realidade.

“É um lugar enganoso. Somente aqueles que estão dentro realmente sabem disso. Não estou falando de uma visita a uma fazenda com duração de uma hora. Quem realmente está nesse negócio sabe que tipo de lugar é esse. É o inferno. Há um sofrimento terrível…os gritos das mães…ainda os escuto. Isso não vai embora”, declara.

Michelle, que é mãe, afirma que não entende como as pessoas que dizem amar os animais não percebem o quanto a exploração das vacas é injusta e cruel, considerando que elas também são mães e criam laços com seus filhos. A ex-pecuarista admite que por muito tempo viveu em estado de negação:

“Toda a tristeza que causei…”

“Agora, quando olho nos olhos dos bezerros, ou olho nos olhos das vacas, simplesmente não sei o que dizer a eles. Toda a tristeza que causei está gravada para sempre em meu coração. Não tenho ideia de quantas mães e bebês enviei para o matadouro, de quantas mães ficaram sem seus bebês. E elas choraram e chamaram por eles. Se alguém tocasse minha filha ou meu filho… não sei o que dizer, só o pensamento me assusta.”

Michelle revela que chegou a queimar chifres e a mutilar úberes, e ainda assim não via nada de errado nisso, até que, quando entendeu que os animais também querem apenas viver sem sofrer com a má intervenção humana, decidiu não tomar mais parte nessa exploração.

“O mais importante para mim agora é que as pessoas se conscientizem sobre o que acontece nas fazendas, e que elas parem de comer animais e beber o leite deles. Apenas escolha se tornar vegano”, pede.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here