“Não teremos paz enquanto derramarmos sangue de animais”

“Foi necessário um pequeno passo baseado na matança de animais para que fossem construídas as câmaras de gás de Hitler e os campos de concentração de Stalin"

“Não haverá justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou outra arma para destruir seres mais fracos que ele”, queixou-se (Fotos: Getty)

No livro “Food for the Spirit: Vegetarianism and the World Religions”, de Steven Rosen, lançado em 1987, o escritor judeu e vegetariano Isaac Bashevis Singer afirmou que não teremos paz enquanto derramarmos sangue de animais.

“Foi necessário um pequeno passo baseado na matança de animais para que fossem construídas as câmaras de gás de Hitler e os campos de concentração [gulags] de Stalin. Todas essas ações foram praticadas em nome da [suposta] justiça social. Não haverá justiça enquanto o homem empunhar uma faca ou outra arma para destruir seres mais fracos que ele”, queixou-se.

8 COMENTÁRIOS

    • Hitler não era vegetariano, o que é atestado por dois dos seus maiores biógrafos, Albert Speer e Robert Payne. Há tb o livro Gourmet Cooking Book, escrito por uma chef de Viena que colocou no livro todas receitas favoritas do Hitler, e todas a base de carne. Há também o livro “Hitler, Neither vegetarian nor animal lover”. Todos os campos de concentração possuíam abatedouros, e houve uma intensa experimentação científica em animais. Até mesmo os métodos de tortura de judeus tem uma profunda ligação com o que a indústria estava fazendo com os animais.

      • Isso é falso! Goring proibiu até mesmo pesquisas com ratos. E a Sociedade de Proteção aos Animais dos EUA condecorou Hitler (sim, discordo de muitas coisas que ele fez, como trair o strasserismo). As Leis de Bem-Estar animal foram estendidas ao máximo, e hoje a Alemanha possui “leis atenuadas” das que eram válidas no Reich.
        Isso não é uma incoerência, mas faz todo o sentido. A visão de mundo deles era a visão de mundo ecológica, da “sobrevivência do mais apto” (darwinismo), na qual os melhores têm mais filhos do que os piores. Tu percebes que Nietzsche elogiava os animais? Rousseau igualmente. Nietzsche chorou ao ver um cavalo sendo espancado, e afirmava que os homens “perderam sua sanidade animal”.
        A ideia orgânica, de habitat e ecologia (que eles chamavam de “Espaço Vital”), isso é uma ideia animalesca, na qual os aptos eliminam os inaptos (que é como funciona a Natureza). Assim, eles se viam como “integrados à Natureza inevitável do cosmos”, e comparavam sua própria situação com a situação dos animais. É por isso que os NS eram adeptos dos animais.

        • Concordo com o amigo que citou fontes: Hitler não era vegetariano, muito menos defensor dos animais(lembrando que gostar de cachorros não é sinonimo de ser defensor de animais). Quem diz o contrário que apresente as fontes(confiáveis).

  1. Pouco importa se Hitler era ou não vegetariano ou se Jesus comia peixes ou se Chico Xavier gostava disso ou daquilo. Em nada a conduta alheia é capaz de abalar minhas convicções de quarenta anos de vegetarianismo e seis anos de veganismo, com saúde e felicidade, felizmente, mas principalmente sem precisar degustar pedaços de cadáveres de animais, como se não houvesse nada mais no mundo comestível e, mesmo que não houvesse, preferível comer as cascas das árvores ou o capim do gado, a ferir um só animal senciente. Chega de matança, gente, já de bom tamanho o estrago que o Homo Sapiens vem fazendo, porque alcançou tecnologia e progresso, dispensando a sabedoria, a compaixão e a misericórdia. Por isso o Planeta está esse caos que merecemos, que suportamos, que respiramos e no qual nos envenenamos com o veneno que fabricamos e com o plástico homicida que vai entupir os estômagos dos animais marinhos para que eles morram sem que a gente precise mata-los. Já chega de achar que animais nasceram para as majestades humanas, presunçosas, arrogantes e egoístas. Já chega ou será que uma pandemia não é suficiente para levar pessoas a refletir sobre o que estão fazendo consigo mesmas, com os animais, com as florestas, com os oceanos, será preciso outra pandemia, será preciso?! Acho que sim, uma só não mudou nada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here