Pecuária utiliza mais de 131 mil toneladas de antibióticos todos os anos

Os porcos são os animais que mais recebem antibióticos

Os antibióticos são utilizados para evitar doenças que surgem apenas em decorrência da criação de animais para consumo (Fotos: Jo-Anne McArthur/We Animals)

Há uma estimativa de que mais de 131 mil toneladas de antibióticos são utilizadas todos os anos nas cadeias de criação da pecuária mundial. Segundo levantamento do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, sediado na Suíça, os porcos são os animais que mais recebem antibióticos.

Após o desmame precoce, normalmente os leitões têm as caudas cortadas e são castrados sem anestesia, e é nessa etapa que começam a receber as primeiras doses de antibióticos, de acordo com informações do estudo comandado pelo pesquisador e epidemiologista Thomas van Boeckel e citado pela organização World Animal Protection (WAP).

Já as porcas mães são medicadas para que não desenvolvam infecções causadas por ferimentos e pelo estresse de viver por toda a vida em gaiolas do tamanho de uma geladeira comum. Os antibióticos são utilizados para evitar doenças que surgem apenas em decorrência da criação de animais para consumo.

“Os remédios também são uma alternativa para evitar doenças em galpões superlotados de animais, onde o estresse é constante. As condições cruéis e inaceitáveis criadas pelos produtores de carne são o terreno ideal para o surgimento de bactérias multirresistentes”, denuncia a WAP.

2 COMENTÁRIOS

  1. Deve haver uma maneira de se acabar com isso. Se conseguíssemos que o povo aderisse a se abster de carne por um tempo, só que para assustar os criadores, claramente dizendo que enquanto eles não pararem com o uso de hormônio, vamos fazer greve de carne. Sei que é uma ideia maluca, mas se as pessoas soubessem o que esses hormônios estão fazendo com a saúde deles, talvez conseguíssemos. Eu já deixei de comer carne, faz algum tempo , por muitas razões incluindo essa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here