Perda de biodiversidade é tema de concurso global de cartazes

Edição deste ano será dedicada à biodiversidade, tema do Dia Mundial do Meio Ambiente 2020, celebrado no dia 5 de junho

A edição deste ano será dedicada à biodiversidade, tema do Dia Mundial do Meio Ambiente 2020 (Imagem: ONU Meio Ambiente)

Aproveitando a força da arte para ampliar a conscientização ambiental e inspirar ações diretas, a 16ª edição da Bienal Internacional de Cartazes recebe inscrições até 15 de maio, convidando artistas do mundo todo a apresentar obras em seis categorias.

Nos últimos 30 anos, cerca de 70 mil pôsteres de cinco continentes foram submetidos para a exposição, que ocorre na Cidade do México. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) é parceiro da Bienal desde 1990, patrocinando a categoria ambiental.

A edição deste ano será dedicada à biodiversidade, tema do Dia Mundial do Meio Ambiente 2020, celebrado no dia 5 de junho. Artistas de todo o mundo participam anualmente da Bienal Internacional de Cartazes, usando suas ferramentas e sua criatividade para descrever os desafios de nosso planeta.

Maja Zurawiecka, artista plástica da Polônia, usou uma imagem grotesca de uma mão humana decepada para retratar as ameaças à floresta nativa Białowieża, patrimônio mundial na fronteira entre seu país e a Bielorrússia.

“A mensagem do meu pôster era simples: não somos nada sem a natureza. Quando você corta uma árvore, é como se estivesse cortando sua própria mão. Você está tirando um pedaço da nossa vida neste planeta”, disse Zurawiecka, que conquistou o primeiro lugar na 14ª edição da competição.

Algumas das questões ambientais urgentes que os artistas abordaram incluem biodiversidade, poluição plástica, aquecimento global, economia verde e redução da pegada de carbono na indústria de alimentos.

Na última edição do concurso, 1.645 pôsteres foram submetidos à categoria ambiental. O designer chinês Yongkang Fu conquistou o primeiro lugar por sua peça “Living Space”, que evocou o impacto prejudicial da poluição plástica na vida marinha.

O Pnuma lembra que 2020 é um ano importante para o meio ambiente, quando ocorrem reuniões que devem definir a agenda de ações ambientais da próxima década, incluindo a 15ª reunião da Conferência das Partes (COP15) da Convenção sobre Diversidade Biológica, em Kunming, na China, e a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, em Glasgow. A COP15 discutirá a ousada proposta de proteger 30% de toda a terra e mar do planeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here