PL quer proibir uso de animais em circos em todo o Brasil

Entre as justificativas apresentadas estão alimentação insuficiente e inadequada; cativeiro insalubre e impróprio; e treinamento exaustivo e violento

Caso o PL 6243/2019 seja aprovado, os animais que atualmente são utilizados com esse fim deverão ser encaminhados para órgãos responsáveis, que deverão encontrar um lar adequado para eles (Foto: Getty)

Embora o uso de animais em circos tenha sido proibido há anos em diversos estados brasileiros, nem todos contam com lei que coíbe a prática. Considerando essa realidade, o deputado Fred Costa (Patri-MG) protocolou na semana passada um projeto de lei que proíbe a utilização ou exposição de animais domésticos ou silvestres em atividades circenses e correlatas.

Caso o PL 6243/2019 seja aprovado, os animais que atualmente são utilizados com esse fim deverão ser encaminhados para órgãos responsáveis, que deverão encontrar um lar adequado para eles. Segundo matéria do projeto, o desrespeito à lei pode gerar multa e detenção de um a três anos.

Entre as justificativas apresentadas pelo deputado estão alimentação insuficiente e inadequada para as espécies; cativeiro insalubre e impróprio; treinamento exaustivo e violento para se alcançar o desempenho desejado e mutilação estética.

Elefanta chega a santuário depois de ser explorada em circos

No mês passado, a elefanta Ramba, que tem entre 53 e 60 anos, e passou cerca de 45 anos de sua vida explorada em circos, chegou ao Santuário de Elefantes Brasil, na Chapada dos Guimarães (MT), onde deve viver até os seus últimos de vida. Desde 2012, ela era mantida em um zoológico no Chile, onde se recuperava dos maus-tratos sofridos ao longo de décadas. A vinda para o Brasil foi pautada na preocupação em prolongar a vida de Ramba, que já não tem condições de suportar o rigoroso inverno chileno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here