Preço de hambúrguer vegetal cai nos EUA

A princípio, a redução é uma forma de conquistar mais distribuidores e favorecer maior circulação do produto no mercado de food service.

(Foto: Burgatory/Impossible Foods)

Mesmo com a crescente demanda por seu hambúrguer vegetal na América do Norte, a Impossible Foods anunciou que está reduzindo os preços da sua linha de produtos em 15%, visando motivar quem ainda não está oferecendo ou consumindo seus produtos.

A princípio, a redução é uma forma de conquistar mais distribuidores e favorecer maior circulação do produto no mercado de food service. Com isso, a startup mais conhecida pelo Impossible Burger pode atingir um novo patamar de consumo, ainda que seus produtos já sejam oferecidos em milhares de estabelecimentos só nos Estados Unidos.

Além disso a redução do preço é uma medida vantajosa, considerando que o CEO Patrick O. Brown já anunciou em 2019 que pretende voltar também a atenção para o mercado internacional.

Produto atrai consumidores de carne

Uma pesquisa concluída e divulgada em 2019 pelo NPD Group, empresa de análise de mercado, revelou que os hambúrgueres vegetais têm atraído mais consumidores de carne.

A estimativa da NPD Group é de que 95% das pessoas que compram hambúrgueres à base de plantas são consumidores de carne experimentando novas alternativas. O que é apontado como uma tendência global, já que a disponibilidade é o que atrai esses consumidores.

Nos Estados Unidos, por exemplo, enquanto o consumo de hambúrgueres tradicionais não registra crescimento há muito tempo, suas versões à base de vegetais vêm experimentando aumento no consumo de pelo menos 10% ao ano.

A pesquisa diz que muitos consumidores não estão preparados para deixarem de consumir carne, mas que pelo menos estão se abrindo para as possibilidades de alternar com as versões vegetais.

Isso também é um indicativo de uma predisposição à mudança e do reconhecimento de que as versões à base de plantas já estão agradando ao paladar de quem não se via experimentando um “substituto de carne”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here