Prefeito de Alvorada (RS) é contra o fim das carroças de tração animal

“O prefeito deixou claro que caso chegue a ele a lei de restrição à tração animal no município, que não vai sancionar”, informou a ONG Pé de Chulé

ONG Pé de Chulé com o prefeito José Appolo e na foto ao lado um cavalo utilizado para puxar carroça que faleceu em Alvorada em dezembro (Fotos: ONG Pé de Chulé)

De acordo com informações da ONG gaúcha Pé de Chulé, que atua em defesa dos animais em Porto Alegre (RS) e Região Metropolitana, uma sugestão de alternativa às carroças de tração animal foi rejeitada ontem (13) pelo prefeito de Alvorada (RS), José Appolo.

Durante reunião, a ONG apresentou uma proposta para acabar com o uso de carroças de tração animal e citou o projeto Bikeco, implantado em Canoas, como alternativa de rentabilidade aos carroceiros.

“O prefeito deixou claro que caso chegue a ele a lei de restrição à tração animal no município, que não vai sancionar”, informou a ONG que já resgatou vários cavalos em situação de maus-tratos em Alvorada e que eram utilizados para puxar carroças.

O resultado da reunião atraiu nas redes sociais muitos comentários contra a postura do prefeito, mas ainda assim José Appolo não se manifestou mais a respeito do tema, ignorando também críticas e questionamentos feitos em seu perfil no Instagram.

ONG cita Canoas como referência

A ONG Pé de Chulé avalia o Bikeco como um projeto bem-sucedido de alternativa à carroça de tração animal. “É uma alternativa de trabalho digno aos carroceiros, mas não obtivemos a simpatia do prefeito”, reforçam.

E concluem: “Infelizmente, como sempre, está faltando vontade política para salvarmos os animais e também os seres humanos.”

O Bikeco, que consiste em bicicletas ecológicas utilizadas principalmente para coletas de resíduos para as cooperativas, faz parte do Programa Canoas Sem Carroças desde a proibição da circulação de carroças no centro da cidade.

“O projeto é uma política pública que prevê uma série de ações que vão além da simples proibição da circulação dos veículos de tração animal (VTA)”, informa a Prefeitura de Canoas.

E acrescenta: “Entre elas, o cadastramento social de carroceiros, ações de qualificação e de inserção no mercado de trabalho dos condutores de VTA, adequação e qualificação da coleta seletiva de resíduos sólidos na região onde foi implantado o programa, melhorias na mobilidade urbana e defesa animal.”

Clique aqui para acompanhar o trabalho da ONG Pé de Chulé no Facebook e clique aqui para segui-la no Instagram.

4 COMENTÁRIOS

  1. Dificilmente quem considera animais como objetos, desprezado sua exaustão e sofrimento, pode ser um bom pai, um bom filho, um bom companheiro, um bom irmão e um bom amigo. Falta-lhe empatia, compaixão e sentimento apesar de algum diploma pendurado na parede atestando sabedoria.

  2. Esse prefeitinho de merda deve ser retardado ou é um completo imbecil, vai tu puxar carroça carregada e sendo espancado seu fdp! Ministério público deveria investigar esse covarde pela apologia a maus tratos, deve se beneficiar com isso! Escroto

  3. A população votou nesse ibecil, não entendo como um imbecil desse pode ter ganho qualquer coisa, ou a população na sua maioria é formada por carroceiro só ser for isso, no século 21 ter tração animal, que absurdo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here