Arnold Schwarzenegger defende que não é preciso consumir carne para ganhar músculos

Schwarzenegger vai mais além e declara que não é necessária nenhuma proteína de origem animal

“Mas você tem que entender que isso é marketing [que um homem deve comer carne]. Isso não é baseado na realidade” (Fotos: Reprodução)

O ator e ex-fisiculturista Arnold Schwarzenegger, que também foi governador da Califórnia entre os anos de 2003 e 2011, defende no documentário “The Game Changers” que não é preciso consumir carne para ganhar músculos. Schwarzenegger vai mais além e declara que não é necessária nenhuma proteína de origem animal.

Segundo o ex-fisiculturista, uma boa dieta à base de vegetais funciona muito bem. Arnold cita a si mesmo como exemplo de alguém que acreditava que consumir carne era essencial.

“Eu já comi muita carne. Eles mostram esses comerciais – ‘Bife é o que um homem come’ – vendendo a ideia de que um homem de verdade come carne. Mas você tem que entender que isso é marketing. Isso não é baseado na realidade”, critica em um dos trailers de “The Game Changers”, que chega aos cinemas no dia 16 de setembro.

O objetivo do documentário é provar que atletas, entusiastas e praticantes de atividades físicas em geral não precisam de proteínas de origem animal para terem um bom desempenho ou ganharem massa muscular.

Desde 2017, Arnold Schwarzenegger tem estimulado seus milhões de seguidores por meio de mídias sociais como o Instagram a cortarem o consumo de carne – apontando como uma das justificativas o impacto da agropecuária no mundo.

Engajado na luta contra a mudança climática, Schwarzenegger realizou no final de maio o Austrian World Summit, em Viena, que teve como objetivo ajudar a fortalecer o Acordo de Paris, que visa a redução nas emissões de gases do efeito estufa.

Na ocasião, ele pediu que as autoridades mundiais parem de enganar o povo, principalmente os mais pobres, sobre poluição e mudança climática e pediu que invistam em energia verde. “É possível proteger o meio ambiente e a economia”, afirmou.

Ele destacou também que aqueles que não acreditam no aquecimento global, mais cedo ou mais tarde, terão de enfrentar a realidade: “Eventualmente a verdade vai pegá-los também.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here