Notícias

Para Starbucks, interesse por alimentos à base de vegetais é a maior mudança no comportamento do consumidor

Kevin Johnson: “E isso é uma mudança tanto em relação às bebidas quanto aos alimentos” (Fotos: Starbucks/Divulgação)

Em conferência para investidores realizada nos EUA na terça-feira (26), o CEO da rede de cafeterias Starbucks, Kevin Johnson, disse que o crescente interesse por alimentos à base de vegetais é a maior mudança atual no comportamento do consumidor.

“E isso é uma mudança tanto em relação às bebidas quanto aos alimentos”, declarou, segundo transcrição da conferência publicada pelo Yahoo! Finance na quarta (27). A observação foi feita após ser questionado sobre as mudanças de hábitos de consumo durante a pandemia de covid-19, que ampliou o interesse por produtos de origem não animal.

Mais opções à base de vegetais

Incorporando com regularidade opções à base de vegetais principalmente nos EUA, Canadá e Reino Unido desde 2018, a Starbucks hoje oferece em suas unidades nesses países diversas opções de leites vegetais e lanches com carnes vegetais.

Além disso, começou em 2020 um processo de avaliação para inclusão de cream cheese vegano em seu cardápio. Também no ano passado, o CEO Kevin Johnson anunciou que, pesando o impacto ambiental da agropecuária, a rede pretende continuar ampliando a oferta de opções veganas.

A rede revelou que 21% do seu impacto ambiental é impulsionado pelas opões à base de laticínios no cardápio. Johnson destacou ainda que as alternativas aos laticínios são parte da solução e que isso vai ao encontro das novas demandas de consumo.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Rejeitado por Kataguiri, PL que propõe alternativa à tração animal será avaliado por outro relator

Depois de ser rejeitado pelo deputado e relator Kim Kataguiri (União-SP) na Comissão de Trabalho,…

14 minutos ago

A dor de ser bacon

Quando chegou em casa para o almoço, encontrou um porco na cozinha. Corpulento, ia de…

2 horas ago

Queda na criação de aves estimula grupo avícola a investir em proteínas vegetais

A Louis Dreyfus Company (LDC), maior grupo avícola da França, anunciou este mês que estima…

22 horas ago

Aveda é reconhecida como marca livre de crueldade animal pela CFI

De acordo com informações da organização Cruelty Free International (CFI), a fabricante de cosméticos Aveda…

23 horas ago

PL que cria regime jurídico especial para os animais aguarda votação

O PL 6045/2019, dos deputados federais Ricardo Izar (Republicanos-SP) e Weliton Prado (Pros-MG), que propõe…

24 horas ago

Por que nunca mais comeu frango

Colocou um frango resfriado na cesta e sentiu líquido viscoso. Fez cara de nojo. Trocou…

1 dia ago