Vídeo denuncia abate de vacas doentes na Polônia

As imagens mostram também vacas agonizando com cordas amarradas em torno de suas pernas e de seus chifres

Os animais aparecem sendo arrastados para fora dos caminhões e então são encaminhados matadouro adentro (Foto: TVN 24)

Uma investigação realizada pelo canal polonês TVN 24 revelou que vacas doentes estão sendo abatidas na Polônia. No vídeo, é possível ver bovinos tão debilitados que não conseguem ficar sobre as quatro patas. Eles aparecem sendo arrastados brutalmente para fora dos caminhões. Também são carregados com o uso de um guincho, o mesmo usado no transporte de equipamentos pesados.

As imagens mostram também vacas agonizando com cordas amarradas em torno de suas pernas e de seus chifres. Para não chamar a atenção, um matadouro situado na Mazóvia estava realizando o abate de animais doentes à noite.

Depois os funcionários tinham de remover pedaços de carne que traziam feridas e tumores. Segundo o canal TVN 24, algumas vacas chegaram a passar dias deitadas e sofrendo, incapazes de se levantarem, até serem encaminhadas para o abate.

Mesmo com a denúncia, tudo indica que as únicas implicações serão em relação às irregularidades sanitárias, embora grupos de defesa dos direitos animais estejam pressionando o governo polonês para tomar medidas mais severas.

No ano passado, a Polônia já havia atraído atenção internacional quando um ativista dos direitos animais se infiltrou em uma fazenda para gravar um vídeo denunciando a tortura de frangos e pintinhos.

Em uma das cenas, um funcionário ataca os pintinhos e os espanca até a morte com um cano de metal antes de jogar seus corpos dentro de baldes. Um dos animais mortos era um frango de três patas. Uma ave cega também é violentada até a morte.

“O que documentei nessa fazenda ilustra os aspectos cotidianos da crueldade relacionada à criação de frangos e galinhas no mundo todo, como excesso de estoque, fraturas ósseas, insuficiência cardíaca e animais que crescem tão rapidamente que não conseguem andar. Também ilustra o que consideramos abuso ilegal de animais”, declarou o infiltrado identificado apenas como Adam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here