Yamo lança linha de leites vegetais 

Com o aumento da demanda por produtos de origem vegetal, marca mineira triplicou seu faturamento no primeiro trimestre de 2022

A marca mineira de sorvetes vegetais de inhame Yamo, que com o aumento da demanda por produtos de origem vegetal triplicou seu faturamento no primeiro trimestre de 2022, está lançando uma linha de leites vegetais em três sabores: integral (à base de castanha-de-caju), coco e chocolate – feitos de inhame, sem glúten e sem conservantes químicos.

Os produtos, que são fontes de cálcio e yamina, estarão disponíveis na versão de um litro e, em breve, o sabor chocolate terá uma linha kids de 250 ml.

Segundo o COO da Yamo, Cairo Carvalho, os leites vegetais foram desenvolvidos a partir de pesquisas realizadas em parceria com a Embrapa.

“A fim de buscarmos a espécie de inhame que traz mais benefícios para a saúde, até a transformação para a yamina, através da combinação de várias vitaminas e minerais que atendessem às exigências de sustentabilidade e qualidade.”

Para o desenvolvimento da bebida vegetal, Carvalho diz que a prioridade foi buscar uma receita que deixasse o leite com sabor, textura e propriedades semelhantes ao do leite de origem animal.

“Além do nosso time de engenheiros de alimentos e nutricionistas especializados, incluímos os nossos clientes na criação de produtos, e desta vez não foi diferente. Testamos com centenas de crianças e familiares, até conseguirmos chegar em uma fórmula que atendesse às expectativas de todos”, destaca Cairo Carvalho, que cita que as bebidas oferecem fibras, vitamina C, potássio, ferro, zinco e selênio, assim como vitamina A, C, E, D2, B1, B2, B3, B5, B6 e B12.

“Os novos produtos chegam para fortalecer o nosso propósito de transformar a alimentação, com alimentos muito mais nutritivos, funcionais e sustentáveis. Com o leite, estaremos ainda mais presentes na casa dos nossos clientes”, diz o cofundador da Yamo, Fabio Neto.

Ele acrescenta que os produtos da Yamo não contêm adição de gorduras e açúcar refinado. Também não utilizam ingredientes artificiais, saborizantes e corantes. “Acreditamos muito no poder que o inhame traz para a saúde e por isso usá-lo na base dos nossos novos produtos sempre será nossa premissa. No final, as pessoas irão consumir um superalimento, 100% vegetal, gostoso e muito saudável”, comenta Neto.

Segundo dados da consultoria Euromonitor, o mercado de leites vegetais já atingiu U$S 18 bilhões e 42% dos consumidores têm reduzido o consumo de produtos de origem animal, buscando opções mais saudáveis e sustentáveis. Os dados mais recentes do mercado brasileiro, que são de 2018, já mostravam um crescimento de 51,5% da categoria e um consumo de mais de 105 milhões de litros.

“Nossa expectativa é atender às necessidades de pessoas que têm buscado cada vez mais as bebidas vegetais como fonte de alimento. O número de intolerantes e alérgicos à lactose e de pessoas veganas tem crescido muito, por isso viemos para trazer uma alternativa que além de muito saborosa  e sustentável é extremamente nutritiva”, ressalta o fundador.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 




[themoneytizer id=”85237-1″]

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here