Ator que interpreta Aladdin investe em alimentos veganos

Mena Massoud agora é um dos investidores da rede vegana Plant Power Fast Food, sediada em San Diego, na Califórnia

Em junho deste ano o intérprete de Aladdin lançou um projeto pró-vegano como forma de encorajar as pessoas a considerarem mudanças em seu estilo de vida (Fotos: Getty/PPFF)

O ator Mena Massoud, que conquistou fama internacional ao interpretar este ano o protagonista do live-action do clássico “Aladdin”, que estreou nos cinemas em maio, anunciou este mês que está apostando em alimentos veganos.

Massoud agora é um dos investidores da rede vegana Plant Power Fast Food, sediada em San Diego, na Califórnia. O empreendimento ganhou visibilidade nos EUA depois de atrair 1,1 mil estudantes da Universidade da Califórnia em uma unidade e em apenas um dia.

Em junho deste ano o intérprete de Aladdin lançou um projeto pró-vegano como forma de encorajar as pessoas a considerarem mudanças em seu estilo de vida.

“Nossa missão é simples: é sobre evoluir. Para o bem de nossos companheiros de outras espécies, do nosso planeta e da nossa saúde”, informou Massoud em comunicado sobre o lançamento.

No site do projeto que recebeu o nome de “Evolving Vegan”, o ator defende que em um mundo em que as emissões de carbono estão crescendo, os níveis dos mares continuam a aumentar, e os desastres naturais também em decorrência das mudanças climáticas, qualquer coisa que possamos fazer como espécie par mudar nosso estilo de vida para o bem-estar do planeta é crucial.

“Em um esforço para apoiar pessoas de todas as idades, culturas e hábitos alimentares, estamos promovendo essa ideia muito universal de evolução – uma evolução para seguirmos uma dieta baseada em plantas”, enfatizou Mena Massoud, que tem utilizado o Instagram como meio de estimular as pessoas a considerarem o veganismo.

Plant Power Fast Food: 1,1 mil clientes em um dia

Além de oferecer apenas alimentos baseados em vegetais, o Plant Power também utiliza apenas embalagens sustentáveis, e suas opções alimentícias são consideradas saudáveis. segundo o franquiado Ravi Parikh, que mantém uma unidade da PPFF perto do campus da Universidade da Califórnia em San Diego.

Pariksh destacou que realmente o objetivo é introduzir alimentos à base de plantas na alimentação de todo mundo. “Queremos proporcionar o mesmo tipo de sentimento e sabor que alguém sente quando come em uma rede convencional de fast food. Mas aqui é tudo baseado em vegetais e muito mais saudável para você, para o meio ambiente e mais ético do ponto de vista da questão animal”, reforçou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here