Moby diz que o mais importante em sua vida é defender os direitos animais

"Isso é mais importante pra mim do que namorar, do que uma carreira..."

“Estou rejeitando ser tímido sobre minhas crenças” (Foto: Acervo/Moby)

Em entrevista publicada ontem (25) pelo jornal britânico Independent, o músico e ativista vegano Moby declarou que não há nada mais importante em sua vida hoje do que defender os direitos animais. “Isso é mais importante pra mim do que namorar, do que uma carreira e do que a saúde.”

Ele também deixou claro que está disposto a defender sua posição em qualquer circunstância. “Estou rejeitando ser tímido sobre minhas crenças”, disse.

“Se o mundo questiona meu desejo de proteger seres inocentes e [combater] as mudanças climáticas, proteger a saúde humana, proteger os trabalhadores e reduzir a resistência aos antibióticos, se as pessoas têm problemas com isso, o problema é delas, não é meu.”

Em 2016, Moby lançou o livro de memórias “Porcelain”, em que aborda também seu interesse pelos direitos animais e pelo veganismo, assim como seu crescimento até obter sucesso com a música, conflitos pessoais ideológicos e religiosos e uso de drogas recreativas.

Moby é um dos produtores do documentário “Amazônia em Chamas”, de Michal Siewierski, lançado este mês no Brasil pela Telecine, que expõe a relação entre pecuária e desmatamento. “Como um antigo defensor do meio ambiente, conheço as consequências éticas do consumo de carne. Fiquei chocado com o que aprendemos durante a produção do ‘Amazônia em Chamas’”, disse.

“Este é um filme obrigatório para quem é apaixonado pela natureza e pelo combate à corrupção.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here