Brigitte Bardot vai concorrer às eleições europeias pelo Partido Animalista

No entanto, disse que, de sua parte, não estará no topo da lista de candidatos que devem ser priorizados pelo partido

Ex-atriz fundou a Fundação Brigitte Bardot em defesa dos animais em 1986 (Foto: Karl Schoendorfer/REX/Shutterstock)

A ex-atriz e ativista Brigitte Bardot revelou na quinta-feira que vai concorrer a uma vaga no Parlamento Europeu pelo Partido Animalista. No entanto, segundo o jornal Var-Matin, ela disse que, de sua parte, não estará no topo da lista de candidatos que devem ser priorizados pelo partido.

A ativista também sugeriu uma fusão do Partido Animalista com o REV, um partido ecologista fundado recentemente pelo jornalista Aymeric Caron, de acordo com o Le Figaro. O trabalho da ex-atriz com o ativismo animal a motivou a fundar em 1986 a Fundação que leva seu nome.

Desde então, ela tem se dedicado a questões como a realidade dos animais nos matadouros (exigindo que o governo cobre a instalação de câmeras), a crueldade na indústria de peles, o banimento do consumo de carne de cavalo e também a proteção e resgate de “animais domésticos”, entre outros assuntos.

Embora tenha certo prestígio no cenário da defesa dos animais, Brigitte Bardot é considerada uma personalidade bastante controversa. O portal de notícias Politico Europe lembrou que o que pesa contra a ativista são suas declarações polêmicas.

A ex-atriz já foi condenada várias vezes a pagar indenizações por incitar ódio racial contra muçulmanos. Apesar disso, o Partido Animalista, que também tem o apoio da atriz Catherine Deneuve, declarou que vê com bons olhos a visibilidade que a candidatura de Brigitte Bardot pode trazer à política em defesa dos animais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here