Cinco motivos para você ser vegano

Quando nos tornamos veganos, nos recusamos a contribuir com um sistema que explora e mata animais, assim como beneficiamos o meio ambiente

Quando nos tornamos veganos, iniciamos uma jornada que permite um outro olhar (Foto: Cotton Branch Farm Sanctuary)

Há muitos motivos para alguém se tornar vegano, mas hoje listamos apenas cinco para estimular reflexão sobre o assunto e considerar uma transição:

Carne

Sem morte, não há consumo de carne, o que significa que animais foram privados de suas próprias vidas para que muitos tenham o conforto de ir ao açougue comprar carne, sem que seja necessário testemunhar ou considerar a crueldade do abate – que não deixa de existir só porque o ignoramos. Será que vale a pena financiar sofrimento e morte de animais apenas porque queremos consumir carne? O custo envolve não apenas dinheiro, mas tiros, pancadas, choques e degola de animais.

Leite

A produção de leite está associada ao condicionamento das vacas, modificação genética e inseminação artificial. Quem gostaria de se submeter a isso? Animais são obrigados a entrarem em gestação, procriarem e produzirem leite apenas para benefício humano. Além de uma vida baseada em longos períodos de ordenha, os bezerros são separados da vaca e abatidos, assim como suas mães quando consideradas “inúteis” para a indústria leiteira, o que costuma ocorrer quando elas têm cinco anos ou menos.

OVO

Não há problema em consumir ovos? Não é bem assim.  Uma galinha utilizada na indústria de ovos costuma viver por período de apenas 12 a 18 meses antes de ser “descartada”. Assim como ocorre na indústria leiteira, a queda na produção é um dos fatores mais determinantes para o abate dessas aves com expectativa de vida de pelo menos dez anos. Nessa indústria, os pintinhos machos são mortos logo após o nascimento por não serem considerados bom investimento para a produção de carne.

Teste em Animais

O mundo está mudando, mas infelizmente ainda temos muitos produtos testados em animais. Para avaliar se um produto é seguro para consumo humano, animais passam por testes de toxicidade que envolvem envenenamento. Ou seja, são obrigados a ingerir ou inalar uma determinada substância. Ainda que os animais se sintam muito mal, eles são privados de qualquer anestesia ou medicamento que ajude a aliviar a dor. Então é importante não consumir produtos testados em animais.

Meio Ambiente

Não é novidade que a agropecuária gera impacto ambiental. A ONU, estudos da Universidade de Oxford e documentários como “Sob a Pata do Boi” e “Carne: Uma Ameaça ao Nosso Planeta?”, da BBC, destacam isso ofertando dados consistentes, que apontam o impacto do desmatamento no Brasil em consequência da produção de alimentos de origem animal, e isso não apenas na Amazônia, mas em vários biomas brasileiros, e com impacto também bastante significativo no cerrado, onde há apenas 20% de vegetação em condições saudáveis de conservação. Segundo relatório da WWF-Brasil, mais da metade do bioma foi convertido principalmente em atividades agropecuárias.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here